Sexualidade

Pílula do dia seguinte pode trazer mais riscos do que benefícios

Muito se discute sobre a pílula do dia seguinte e quando ela deve ter tomada, algumas mulheres acabam deixando a prevenção tradicional de lado (uso de preservativos e pílulas anticoncepcionais) e optando pela pílula do dia seguinte, mas fato é que ela possui grande dosagem hormonal.

Há dois tipos de pílula do dia seguinte, a cartela com um único comprimido e a cartela com dois comprimidos, a ação de ambas é o mesmo o que muda é a porcentagem de hormônio, na cartela com uma pílula você tomará 1,5 mg de levonorgestrel, já na cartela com duas pílulas existe 0,75 mg do hormônio. De qualquer forma a quantidade de hormônio ingerido, tanto em um tipo de pílula quanto de outra, é muito grande.

Quando tomar a pílula do sai seguinte

Recomenda-se tomar a pílula do dia seguinte apenas em casos de emergência, ou seja, quando o preservativo estourar ou quando você sabe que esqueceu de tomar o anticoncepcional.

O que é preciso entender é que a pílula do dia seguinte não é um método contraceptivo, ela é apenas um “salva vidas” em casos extras, como citados acima. A quantidade de hormônio presente em sua composição é muito grande e por isso poderá trazer riscos ao seu organismo quando tomada com frequência.

Como ela age no nosso organismo

A pílula do dia seguinte tem como função inibir ou retardar a ovulação, isso acontece devido à presença do levonorgestrel. É indicado que se tome a pílula até 72 horas após o ato sexual, mas quanto antes você tomar maiores são as chances de inibir uma gestação, por isso é importante que não demore a tomá-la, pois quanto mais tempo passa mais probabilidade do efeito pretendido não acontecer.

Se você comprar a cartela com uma única pílula basta tomá-la e pronto, mas se comprar a cartela com dois comprimidos deve se tomar um (o quanto antes) e o segundo comprimido 12 horas depois do primeiro.

Quais os riscos de tomar a pílula do dia seguinte

Quem faz uso constante da pílula do dia seguinte corre o risco de não ter o efeito pretendido e ocasionar em uma gravidez indesejada. Além disso, é válido lembrar que mesmo quem toma a pílula pela primeira vez pode apresentar alguns sintomas:

  • Atraso no ciclo menstrual
  • Dor de cabeça
  • Enjoo
  • Fadiga
  • Mal estar
  • Náusea
  • Sangramento
  • Sensibilidade nas mamas
  • Vômito

Por isso, é muito importante sempre procurar seu ginecologista para que não seja necessário o uso da pílula do dia seguinte, mas sim fazer um tratamento contraceptivo correto, com o uso de um anticoncepcional específico para você.

Os riscos da pílula do dia seguinte são vários, desde um grande mal estar até mesmo uma gravidez indesejada, por isso, cuide-se mais e use preservativos, afinal a prevenção ainda continua sendo a melhor forma de se amar e se proteger, não somente de uma gravidez, mas também de doenças sexualmente transmissíveis, as DSTs.

Click para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir