Ginecologista homem, mulher ou o melhor?

por | setembro 2, 2018

Ginecologista homem ou mulher?

Existe uma grande discussão relacionada ao sexo do profissional de saúde que realiza consultas ginecológicas no Brasil. Muitas mulheres acreditam ser constrangedor se consultar com um ginecologista homem, se despir, expor sua intimidade e contar fatos de sua vida pessoal para o sexo oposto. Outras, relatam que os homens são mais atenciosos e tratam a paciente com mais cuidado e respondem dúvidas com mais clareza. Por trás disso tudo, ainda temos questões culturais, regionais, entre outras.

No passado, o número de médicos ginecologistas homens era muito superior que o número de ginecologistas mulheres. Hoje existe um equilíbrio nesses números no Brasil. Sabe-se também, que a cada dia, a especialidade vem sendo menos procurada devido ao crescente número de processos, principalmente envolvendo a obstetrícia. Nos Estados Unidos, 66% dos médicos ginecologistas ainda são homens, havendo resistência contra o profissional do sexo feminino. Na Suécia e na Bélgica, existe uma central que marca as consultas ginecológicas aleatoriamente, pois nestes países o sistema de saúde é 100% publico.

O fato é, que a formação de um médico no Brasil, dura seis anos, seja ele homem ou mulher. Aqueles que se dedicarem à ginecologia e obstetrícia precisam estudar mais três anos, realizando milhares de consultas nesse período. Assim sendo, após nove anos de estudo, este profissional estará apto a exercer a especialidade de médico ginecologista e obstetra, duas áreas que acabaram se unindo ao longo do tempo. Além disso, é possível fazer inúmeras subespecialidades como a mastologia, medicina fetal, ultrassonografia, cirurgia por vídeo, etc.

Em linhas gerais, o médico ginecologista obstetra é responsável por cuidar da saúde da mulher de forma holística. Sua atenção vai muito além do seu sistema reprodutor e endocrinológico. Este profissional da saúde também é capaz de englobar afecções básicas da clínica médica e orientar suas pacientes em relação à hábitos de vida saudável, maneiras de se elevar níveis de bem-estar, sexualidade, entre outros temas. Como obstetra, esse profissional oferece todo suporte necessário antes, durante e após a gestação. O ginecologista obstetra também realiza cirurgias ginecológicas como remoção de cistos ovarianos (por exemplo), e obstétricas, como a cesariana. Não acaba por ai, este profissional atua no planejamento familiar, elabora estratégias para combater problemas de fertilidade, realiza exames, entre outras atividades.

Considerando a ética e moral dos profissionais da saúde como uma constante em nossa análise, acreditamos que o mais importante ao escolher seu médico ginecologista é sua capacidade técnica, formação, carisma, amor pelo que faz, relação médico paciente, atenção e empenho em encontrar soluções que promovam bem-estar e qualidade de vida para suas pacientes. Essa é nossa posição sobre o assunto!

Afim de tirarmos essa dúvida, o Guia Saúde da Mulher gostaria de saber sua opinião a respeito desse tema. Você pode responder nossa enquete (canto superior direito do artigo) e contribuir com a pesquisa que estamos desenvolvendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *