Como fazer uma higiene íntima

por | outubro 2, 2018

Toda mulher sabe que se cuidar é uma das melhores formas de não contrair doenças, principalmente quando estamos falando sobre a higiene íntima e tudo o que envolve essa região tão delicada da mulher.

Muitos produtos estão disponíveis no mercado e prometem cuidar da mulher de forma milagrosa, mas é preciso ter muita calma e um pouco de conhecimento para não usar produtos que possam prejudicar a sua higiene e saúde íntima.

Cuidados que devemos tomar

Alguns cuidados devem ser tomados diariamente para que a sua higiene íntima seja preservada, além de evitar que problemas, como a infecção de urina, tão comum entre as mulheres, seja uma constante no seu dia a dia. Veja mais:

  • Use calcinha de algodão: essa peça íntima pode ser uma das mais recomendadas entre os ginecologistas, isso acontece pelo simples fato desse material permitir a ventilação natural da sua vagina e impedir que o local fique abafado, o que resultaria na proliferação de fungos e bactérias;
  • Evite calça jeans: por mais que essa peça seja a curinga no guarda roupa das mulheres ela deve ser evitada. Pelo menos durante a semana, enquanto estiver trabalhando, evite essa peça, ela impede que a região íntima ventile e poderá acumular bactérias e causar infecção de urina, entre outras doenças;
  • Durma sem calcinha: esse hábito deve ser adquirido, dormir sem calcinha é uma das melhores formas de se evitar doenças e manter a sua higiene íntima, mais uma vez a ventilação do local deve ser uma prioridade;
  • Troque o absorvente: não fique muito tempo com um absorvente quando estiver menstruada, se você usar os internos lembre-se de que eles devem ser trocados a cada 5 horas, ou antes. Para os absorventes convencionais a regra de tempo é a mesma;

Fazendo higiene íntima corretamente

Para fazer uma higiene íntima corretamente é preciso usar sabonetes íntimos, preferencialmente neutros. Lave a região externa com ele e depois seque-se com toalha limpa e seca, evite usar óleos ou produtos à base de silicone, pois eles não saem facilmente e os resíduos podem acumular bactérias.

As duchas vaginais (internas) só devem ser feitas quando prescritas pelo seu ginecologista, caso contrário, não. A higiene íntima não é somente o ato de se lavar com sabonete apropriado, mas sim todo o processo, desde a lavagem, secagem correta, uso apropriado da peça íntima, das roupas (calças e shorts), o respeito pela ventilação do local e os cuidados diários.

É muito importante que a mulher use sempre papel higiênico macio e sem perfume, pois eles são mais apropriados. A depilação também deve fazer parte da rotina de uma mulher que deseja estar sempre em dia com sua higiene íntima, mas os médicos alertam que a depilação total pode ser prejudicial, pois os pelos protegem a região, sempre que for se depilar opte pela depilação parcial, apare com tesoura e mantenha sempre a região seca e livre de fungos e bactérias.

Lembre-se de que a prevenção é o melhor caminho para evitar doenças, por isso, consulte sempre seu ginecologista e cuide-se mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *