Planejamento familiar

Escolha o contraceptivo mais indicado para você

Escolha o contraceptivo mais indicado para vocu00ea

Estão disponíveis no mercado, anticoncepcionais combinados (COC), que são aqueles compostos por uma associação de hormônios sintéticos e disponibilizados em pílulas. Existem os progestagênios, cuja matéria prima são os derivados da progesterona. Anticoncepcionais intradérmico, anéis vaginais e adesivos também estão disponíveis no mercado. Consulte o melhor método que você deve usar com o seu ginecologista.

 

Como estes anticoncepcionais devem ser ministrados?

– COC: a mulher deve tomar a primeira pílula entre o 1º e o 5º dia após o início da menstruação e prosseguir com a cartela toda, de forma interrupta até o término da 21ª pílula da cartela, dando um intervalo de 7 dias após o este período, para a descamação do endométrio e descida simbólica do fluxo menstrual, que na ausência da ovulação, trata-se de uma simples hemorragia. Existem pílulas que possuem 28 unidades e são combinadas. Acontece que do 22ª à 28ª pílula, temos apenas vitaminas para o organismo, sem efeito hormonal, pois é característica dos anticoncepcionais combinados, ocorra fluxo menstrual.

 

Progestagênios: Inicia-se o uso entre o 1º e 5º dia da menstruação, que não é interrompido até que não se queira mais os efeitos do método. Depois que a mulher estiver utilizando o método por aproximadamente seis meses, podendo variar para mais ou menos, de acordo com a pessoa, o fluxo menstrual será extinto, fenômeno conhecido como amenorreia.

 

Injetáveis: trata-se de um concentrado de hormônios associado a suspensão que o libera vagarosamente no organismo, injetado via intramuscular, que será metabolizado ao longo de três meses, sendo este seu período de atuação. Esta classe de anticoncepcionais também é utilizada nas terapias de reposição hormonais (TRH), pós menopausa.

 

Intradérmico: São bastonetes com carga hormonal aplicados sob a pele, normalmente na parte medial do braço (lado de dentro do braço), por onde pode permanecer por até 3 anos. Seu uso pode estar associado a alergias e a aplicação deve ser feita por profissional da saúde.

 

Adesivos: Funcionam como os contraceptivos orais combinados, e devem ser trocados a cada 28 dias.

 

Anéis vaginais: São contraceptivos fabricados em formato de anel gelatinoso, carregados de hormônios. São implantados no fundo do canal vaginal, próximo ao colo do útero, onde permanecem por um mês. O grande problema desse método, associado inclusive a sua ineficácia, é que muitas mulheres não são capazes de coloca-los sozinha da forma devida, permitindo que ele se solte sem seu conhecimento.

Click para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir