Dúvidas comuns relacionadas ao uso de pílulas anticoncepcionais

por | maio 11, 2018

Du00favidas comuns relacionadas ao uso de pu00edlulas anticoncepcionais

Como utilizar o anticoncepcional, na modalidade contraceptivo oral, dando ênfase aos combinados (COC), de maneira correta…

O uso de anticoncepcionais está indicado para mulheres em idade fértil que pretende evitar uma gravidez indesejada em algum momento de sua vida. Sabe-se também, que os anticoncepcionais possuem muitas outras aplicações que podem ser conhecidas com a leitura do artigo XXX, bem como efeitos adversos.

Suponhamos que uma mulher de 24 anos decida iniciar o uso de anticoncepcional e decida por um contraceptivo oral. O que deve ser feito?

Antes de mais nada, ela deve procurar um ginecologista e eleger qual é a melhor pílula para o seu uso. Pílulas não são receitas de bolo e devem ser indicadas de acordo com a paciente.

A mulher deve aguardar o inicio do próximo ciclo menstrual, que é marcado pelo surgimento do fluxo menstrual. É indicado tomar a primeira pílula, no primeiro dia da menstruação. Geralmente, os contraceptivos são disponibilizados em cartelas contendo 21 unidades, que devem ser tomadas, uma por dia, sempre no mesmo horário, por 21 dias. Quando a cartela acaba, a mulher deve aguardar 7 dias e iniciar uma nova cartela.

Provavelmente, o fluxo menstrual virá após o 4º ou 5º dia do término da cartela, no entanto, aguarde os 7 dias para iniciar a nova cartela, regra que vai se manter durante todo o tempo que você utilizar o método. Enfatizando bem este ponto, conte 7 dias a partir do dia em que terminou a cartela anterior e NÃO a partir da “descida do fluxo menstrual”. Ou seja, se você terminou a cartela no dia 10 de um determinado mês, e o fluxo menstrual vier no dia 15, inicie uma nova cartela no dia 17! Cuidado! O uso de contraceptivos orais de maneira inadequada está diretamente relacionado ao seu fracasso.

Atenção a estas dicas relacionadas ao uso dos contraceptivos orais:

1. Cada mulher possui um ritmo orgânico diferente. Por isso, e aconselhável que só mantenha relações sexuais sem métodos contraceptivos de barreira, ou seja preservativo (camisinha), após o uso de três cartelas de contraceptivo oral de mesma dosagem.


2.
Caso você inicie o uso de um determinado anticoncepcional e por algum motivo, altere a marca ou dosagem, é aconselhável que se aplique esta regra novamente. Consulte seu ginecologista para maiores informações. Muitas bulas informam que a proteção do método é instantânea, mais não custa nada esperar mais 90 dias para transar sem camisinha, não é verdade?

3. O uso de anticoncepcionais químicos não reduzem as chances de se contrair uma doença sexualmente transmissível, como o HIV, HPV, Hepatite C, Tricomoníase, Candidíase, Sífilis, entre outras.

4. A ingestão de bebida alcoólica não interfere na ação dos contraceptivos orais, pois o sitio de absorção destes produtos são diferentes.

5. Vômito e diarreia eliminam a ação do contraceptivo oral, vez que ele pode ser eliminado em partes ou na sua totalidade, antes de ser absorvido. Neste caso, durante a relação sexual, use preservativo por no mínimo 7 dias após o termino dos episódios citados.

6. Anticoncepcionais são inativados ou perdem sua ação quando combinado com alguns antibióticos e anti-inflamatórios. Sempre relate para seu médico, durante a consulta, que você usa anticoncepcional e lhe questione sobre esta interação. Para não ficar dúvidas, leia a bula do fármaco prescrito. Caso detecte tal interação, use outro método no período e alguns dias após o termino do uso do fármaco em questão, pois muitos deles, permanecem com seu efeito após o termino do uso. Mais uma vez, consulte seu médico ou bula do fármaco.

7. Se você esquecer de tomar uma pílula ou mais, siga as instruções:

 

  • Tome a pílula que esqueceu assim que lembrar e continue tomando as demais como de costume.
  • Se esquecer de tomar duas ou mais pílulas seguidas, continue a tomar as demais como de costume e use camisinha nos próximos 7 dias ou até o final daquela cartela. Se você tiver tido relações sexuais neste período, existe a chance de estar grávida.
  • Se esquecer de tomar alguma pílula na primeira semana após a menstruação, use camisinha, pois este é o período crítico para quem faz uso de contraceptivo oral.
  • Teoricamente, praticar relação sexual durante o intervalo de uma cartela e outra, não trás riscos de engravidar, no entanto, cuidado, pois o organismo humano é uma caixinha de surpresas. Além disso, o ato sexual durante a menstruação, pode facilitar a entrada de germes na uretra e cursar com uma infecção urinária aguda.
  • O contraceptivo oral, como todo anticoncepcional químico, é um método reversível, ou seja, se você parar de toma-lo, a ovulação acontece e o ciclo menstrual volta ao normal, sendo possível engravidar. Mulheres que usam contraceptivo oral por longos períodos de tempo, relatam que demoraram engravidar, tempo que variou de 6 meses a 2 anos. Outras mulheres, no entanto, engravidaram no mês seguinte. Cuidado! Pois cada mulher é única.

 

8. Os anticoncepcionais, em sua forma oral, são 99% eficientes. O 1% de risco está relacionado à:

  1. Fármacos de má qualidade. Nunca compre anticoncepcionais de laboratórios duvidosos ou desconhecidos. Pesquise sobre eles na internet, veja se já não foi punido pela ANVISA, se existe algum tipo de reclamação ou processo. Faça isso através de fontes seguras. Nada de blogs ou sites de notícias sensacionalistas de 5ª categoria. Evite comprar contraceptivos orais genéricos ou similares. Vale a pena gastar R$15,00 a mais e ficar segura, mesmo porque, o gasto com uma gravidez indesejada é infinitamente maior e pode perdurar por toda a vida.
  2. Erro humano! Este é o grande problema dos contraceptivos orais! Algumas mulheres não sabem como utilizar as pílulas, por falta de informação ou devido a auto medicação, quando perguntam a amiga qual pílula usa e compra uma igual. É extremamente importante que as regras de uso das pílulas sejam seguidas, caso contrário, o método vai falhar.
  3. Metabolismo: em casos raros, o metabolismo da mulher elimina o fármaco de forma espontânea, não deixando que ele haja.

9. Os anticoncepcionais devem ser utilizados todos os dias. Não adianta tomar a pílula no dia que for ter um relação sexual. Estamos falando de contracepção baseada em hormônios e não de espermicida!

10. O efeito principal do contraceptivo é a anovulação. Ele não previne doenças sexualmente transmissíveis.

 

11. Cuidado com o local onde guarda sua cartela de pílulas. Elas não foram feitas para se carregar no estojo de lápis, nem deixada em cima do forno de micro ondas ou no parapeito da janela, tomando sol. Seu contraceptivo oral deve ser guardado no abrigo do calor e umidade.

 

12. Sangramentos fora da época da menstruação, não são incomuns quando se inicia o uso de contraceptivos orais, caso isso ocorra, procure seu ginecologista e se oriente em relação a trocar o fármaco ou aguardar a estabilização hormonal.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *