Gestação

Congelamento de óvulos

Muitas mulheres optam por adiar a maternidade e os motivos normalmente são os mesmos: querem focar na carreira profissional.

A mulher da atualidade sabe que a responsabilidade de colocar um bebê no mundo é muito grande e não dá pra ter um filho sem planejamento, por isso, investem tempo e dinheiro na carreira e até que estejam financeiramente estabilizadas optam por não ter um bebê.

Diante disto, surgiu a prática do congelamento de óvulos, uma alternativa eficiente para quem deseja adiar este sonho de ser mãe. Mas, nem sempre esse é o principal motivo, outras situações também podem recorrer ao congelamento, por exemplo, se a mulher precisa passar por procedimentos como quimioterapia e radioterapia, mulheres com mais de 35 anos e que não têm parceiros, enfim, são vários casos e motivos que levam ao congelamento de óvulos.

Mas, sempre há dúvidas sobre o tema e para saná-las, veja as informações que se seguem.

Posso congelar meus óvulos em qualquer idade?

Sim. Não há restrições quanto a idade, a mulher pode optar por esse procedimento quando quiser. Mas, é sempre bom lembrar de que quanto mais velho o óvulo for maiores são os riscos de não haver fecundação e não se tornar um embrião.

Por isso, é sempre bom fazer acompanhamento com um médico para que ele oriente todos os passos e avalie sua saúde também.

Quanto tempo os óvulos podem ficar nesse estado?

Não há tempo delimitado. Quando o óvulo é congelado ele preserva as características e isso não se modificará com o tempo de congelamento. Para isso é preciso que o procedimento seja feito adequadamente para garantir o sucesso da fecundação posteriormente.

Quais os riscos do congelamento de óvulos

Os riscos do congelamento podem ocorrer, mas não é regra. Quando a mulher decide pelo congelamento de óvulos ela passa por um processo de tratamento para estimular a produção dos mesmos. Isso ocorre com ao ingerir hormônios o que pode ocasionar no acumulo de liquido no abdome, chamado de síndrome do hiperestímulo ovariano, ocasionando dor na região.

Mas, é importante ressaltar que todo o processo deve ser acompanhado pelo médico que entrará com procedimento para amenizar a dor e ainda assim coletar os óvulos para o congelamento.

E se eu não quiser mais mantê-los congelados?

Se você optar por não manter mais o congelamento de óvulos poderá descartá-los, afinal são apenas gametas, pois ainda não houve fecundação.

Outra opção é fazer a doação para pesquisas ou ainda para outras mulheres, mas em ambos os casos é necessário assinar um documento de responsabilidade e afirmando que esse é o seu desejo.

No caso da doação do óvulo para fecundação nem você e nem a outra pessoa saberão da identidade uma da outra. Esse procedimento é totalmente sigiloso e precisa seguir as normas, também é válido lembrar que não é possível doar seu óvulo para conhecidos ou parentes, apenas para anônimos.

Todo procedimento deve passar por um médico especialista, desde o acompanhamento para a coleta dos óvulos até mesmo o momento da fecundação. O congelamento de óvulos é mais uma opção para casais ou mulheres que querem ter filhos, mas não agora. Por isso, usufrua deste beneficio da medicina e não deixe seu sonho passar.

Click para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir