Falta tempo, sobram as desculpas

por | setembro 7, 2018

Falta tempo ou su00e3o apenas desculpas?

Atualmente o que mais se vê em jornais ou programas de saúde são os temas: estresse, ansiedade e qualidade de vida. Mas, o que acontece que as pessoas não conseguem mais gerenciar seus dias e sofrem com as atribulações do trabalho, caos do trânsito, alimentação inadequada e frustrações diversas?

Quando somos crianças temos diversos planos, sonhos, vontades, criatividades, hobbies, músicas preferidas e filmes prediletos; os anos passam e alguns sonhos vão se perdendo, vontades vão se modificando e o tempo muda nossas perspectivas…

O dia a dia do “pão nosso de cada dia” toma maior parte de nossa rotina e algumas pessoas sentem-se cansadas, desmotivadas, perdidas até mesmo tristes com seu estilo de vida. Mas, o que aconteceu para a rotina tomar este gosto e ficar atribulada? Algumas pessoas atribuem essa responsabilidade à concorrência, outros ao tempo (“tudo passa não rápido que não dá tempo para mais nada”), quantos não dizem isso sem mesmo pensar no que ficou perdido?

Será que o adoecimento das pessoas está justificado nessas respostas? Sendo que alguns séculos atrás a população demorava dias e até meses para se locomover de um Estado a outro, para se ter noticias de um familiar tinha que rezar para o endereço ainda existir; e estudar, eram poucos que conseguiam concluir o 2º Grau; fora a parte de lazer que tinha que contar com a criatividade dos amigos.

O tempo não anda rápido demais e sim, as pessoas que não conseguem se programar o quanto vão gastar para executar tal atividade, o quanto estão dispostas a dar seu tempo para produzir, quantas pessoas querem por perto e mesmo quais são os programas que querem fazer. Tudo é possível, só é necessário observar e analisar as condutas em relação às coisas que são importantes, imprescindíveis e circunstanciais.

 

Para aproveitar melhor o tempo é preciso:

– Fazer planos a curto, médio e longo prazo;

– Cuidar de si;

– Cuidar dos outros;

– Ter um tempo para não fazer nada;

– Ouvir músicas que gosta;

– Ter algum hobbie.

Analisando tudo isso é possível perceber que o tempo de séculos atrás é o tempo de hoje em dia. O que é preciso é saber escolher o que queremos e o que não queremos; o que gostamos e o que não gostamos; só assim conseguiremos atingir tal sonhada qualidade de vida…

Autora:
Juliana Silveira
Psicóloga clinica
CRP:04/134238
[email protected]

 

Gostou? Comece a cuidar da sua saúde agora mesmo!

 

Nutri Vitam Produtos para Saúde
Rua Bárbara Heliodora nº90 – Barbacena, Minas Gerais
Contatos: (32)3051-2858 .:. [email protected]

“Vocês encontrarão uma linha diversificada de produtos vegetarianos, diet e light, alimentos sem glúten e sem lactose, suplementos e vitaminas, temperos, mel e chás, cereais e grãos, produtos orgânicos e para beleza.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *