Doenças

Sintomas que podem sinalizar uma DST

As doenças sexualmente transmissíveis (DST) são cada vez mais conhecidas do público de forma geral, o que acontece é que mesmo tendo acesso à informação, poucas são as pessoas que procuram tratamento, seja por falta de iniciativa, vergonha ou até mesmo falta de acesso ao tratamento correto.

Mas, será que sabemos reconhecer alguns dos sintomas que podem sinalizar uma DST? Alguns deles podem ser confundidos com alguma alteração hormonal, mas nem sempre é assim. Vejamos:

Secreção vaginal ou corrimento

Toda mulher sabe que a secreção vaginal é comum ainda mais no período que antecede a menstruação, mas quando essa secreção persiste ela se torna um corrimento, o que podeser um sinal de DST.

Neste caso é muito importante verificar a cor e a consistência da secreção, se ela for amarelada, esverdeada ou mesmo transparente, com cheiro intenso e constante pode ser gonorreia, e precisa receber tratamento adequado.

Verrugas genitais

 As verrugas nessa região podem ser os sintomas de alerta do HPV, muitas mulheres dizem que notaram pequenas verrugas tanto internas como externas na região genital. O mais correto é procurar um ginecologista, realizar os exames solicitados para que se averigue qual é a condição atual e fazer o tratamento correto, quando este problema não é tratado adequadamente pode evoluir para um quadro mais problemático, o câncer do colo de útero.

Cheiro forte

O cheiro forte constante na região íntima pode ser sinal de que há uma bactéria no local, esse quadro pode evoluir com pus e infecção.

A vagina deve sempre ser bem cuidada, pois é uma região totalmente exposta ao ar, pode acumular fungos, bactérias e desenvolver inúmeras doenças.

Dor durante a relação sexual

Ter dor durante a penetração não é nada comum, algumas mulheres reclamam de ardência vaginal, irritação e dores intensas. Isso pode acontecer quando há feridas internas causadas por alguma DST, por isso, é muito importante realizar exames ginecológicos com frequência para que a sua saúde esteja sempre em dia. Desta forma você evita que as dores aconteçam durante o sexo e garante mais saúde.

Coceira

As coceiras são, de certa forma, comuns entre as mulheres, mas é preciso ter atenção para que ela seja extinguida. Elas podem estar relacionadas a algum fungo ou bactéria que se instalou na região genital e vir acompanhada de corrimento, mas mesmo sendo “comum” é preciso atenção e cuidados especiais para que não se torne algo mais grave, como infecção de urina ou afins.

A coceira pode estar associada também a algum tipo de DST, por isso, não a ignore achando que se trata de algo rotineiro, pois nem sempre é. As consultas ginecológicas são extremamente importantes para que a saúde da mulher esteja sempre em dia e prevenir de doenças futuras.

Vale lembrar que a melhor forma de evitar uma DST é através da prevenção, use sempre preservativos em todas as relações sexuais, até mesmo durante a realização (ou recebimento) do sexo oral.

Alguns cuidados, como o uso de camisinha, são importantes para garantir mais qualidade durante o sexo e saúde para você.

Click para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir