Conheça as principais causas da infecção de urina e como combatê-las

por | junho 10, 2019

Compartilhar é se importar!

Principais causas da cistite. Veja como evitar

infecção urinária é adquirida quando um microrganismo chega a bexiga através do canal da uretra.

Conheça as principais causas da cistite ou infecção urinária:

– A principal causa de cistite, ou seja, infecção urinária é a falta de higiene ou higiene mal feita;

– Quando a mulher, por algum motivo, está com sua imunidade baixa;

– Utilização de duchas higiênicas de maneira errada;

– Na gravidez, porque o útero aumenta de tamanho, comprime a bexiga e reduz sua taxa de esvaziamento, possibilitando que os agentes infecciosos proliferem com maior facilidade;

– Hábitos sexuais não saudáveis, como penetração anal seguida de penetração vaginal, sem o uso de preservativos ou sem que o parceiro higienize seu órgão sexual, carregando consigo agentes infecciosos que podem cursar com infecções urinárias e também infecções na vagina, conhecidas como vaginites.

– O número de relações sexuais. Em períodos que a mulher estabelece um maior número de relações sexuais em um curto espaço de tempo, a probabilidade dela adquirir uma cistite é maior. Isso acontece devido ao trauma mecânico natural entre a vagina e pênis, que pode impulsionar microrganismos para a uretra e estes chegarem até a bexiga. Na prática médica, existe até uma variante da infecção urinária que foi denominada Cistite de lua de mel.

– Em alguns casos, a uretra da mulher é posicionada de forma que eleva os riscos, tratando, neste caso, de uma variação anatômica, que acompanha a mulher desde o seu desenvolvimento fetal.

O que pode ser feito para evitar a infecção urinária?

Beba bastante água! Este hábito ajuda à diluir a urina, reduzindo a concentração dos produtos que estão sendo excretados e aumentando a taxa de esvaziamento da bexiga. Ou seja, você vai urinar mais e com isso reduzir o tempo e quantidade de microrganismos na bexiga.

Hábitos higiênicos: a genital feminina, deve ser higienizada durante o banho, com água e sabão, onde grandes e pequenos lábios devem ser lavados para evitar que secreções acumulem nestes locais e aumentem as chances de desenvolver agentes infecciosos que podem migrar para uretra e bexiga.

Evite usar duchas higiênicas diretamente sobre o canal vaginal, pois a pressão d’água pode impulsionar bactérias para dentro do trato geniturinário. Use duchas sempre com baixa pressão e de baixo para cima, ou seja, dos pelos pubianos para baixo e não o contrário.

– Quando for ao banheiro , sempre limpe o ânus da frente para trás e nunca ao contrário. Isso evita que microrganismos que estão nas fezes e na região perianal estre em contato com a vagina e uretra.

– Após à relação sexual, tente urinar, isso ajuda a limpar a uretra e o vestíbulo vaginal, lavando literalmente a uretra evitando que algum agente infeccioso que estava a caminho da bexiga seja expulso. Este simples ato pode reduzir muito as chances de se ter uma infecção urinária.

– Evite praticar sexo anal e em seguida sexo vaginal utilizando o mesmo preservativo ou sem que o parceiro higienize seu órgão sexual primeiro.

– Tente manter hábitos de alimentação saudáveis. Isso garantirá um aporte melhor ao seu sistema imunológico que terá mais chances de combater sozinho os microrganismos causadores da infecção urinária.

– Lave suas roupas intimas com produtos apropriados e não as deixe secando em locais úmidos como no box do banheiro, pois você pode estar criando uma colônia de fungos na sua calcinha. Por mais que não esteja na “moda” usar ferro de passar roupa, seu uso para roupas intimas, principalmente na parte que fica em contato com a vulva, ajuda a eliminar através do calor, grande parte dos agentes infecciosos.

 

O tratamento da infecção urinária é basicamente feito com o uso de antibióticos associado a ingestão de muito líquido, de preferência água e sucos ácidos como o de laranja e limão, que aumentam a acidez da urina, auxiliando na eliminação dos microrganismos. Antitérmicos e analgésicos também podem ser associados a este tratamento, em caso de dor e febre.

O médico deverá ser consultado, para que, através de um exame de urina (EAS), seja possível estabelecer o microrganismos causador da infecção, a fim de estabelecer qual fármaco usar para elimina-lo. Existem antibióticos de largo espectro, ou seja, que destrói muitos agentes, no entanto, são fármacos muito potentes que causam muitos efeitos colaterais. O tratamento contra cistite geralmente dura entre 5 e 10 dias.

Compartilhar é se importar!

4 ideias sobre “Conheça as principais causas da infecção de urina e como combatê-las

  1. NALDA MARIA DE LIMA

    Fiquei muito contente com as informações obtidas acima,agora sei como tratar e cuidar deste mal que me aflige a muito tempo

    Responder
  2. ROSANGELA

    ÒTIMA MATÉRIA! mE AJUDOU MUITO A ENTENDER MELHOR SOBRE ESSE MAL QUE AFLIGE A MAIORIA DE NÓS MULHERES.

    Responder
  3. Cleber

    Minha esposa está com infecção, fez exames e constatou , está tomando antibiótico mas está acamada muito fraca e comendo muito pouco….Minha pergunta….e demorado a melhora doi os dois lado da barriga e muita fraqueza….faz 5 dias é demorado a melhora??????

    Responder
  4. Rômulo

    Gostei dessa realidade, muito importante saber para fazer o diagnóstico

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *