Violência contra a mulher

por | fevereiro 10, 2019

Um dos temas mais discutidos ultimamente é a violência contra a mulher, prova disso são os inúmeros noticiários e reportagens que ano após ano vêm mostrando como esse índice só cresce. Infelizmente muitos casos acontecem dentro de casa, mulheres são agredidas pelos seus companheiros (as)  e, por medo, acabam se calando.

Elas pensam em muita coisa, nos filhos, na casa, no sustento e de como terminar essa relação pode ser prejudicial, mas isso vai além de coisas materiais, a violência contra a mulher acontece das mais variadas formas e precisa ser denunciada.

Não comente em casa, mas no ambiente de trabalho, familiar, escolar, entre outros, essa violência pode acontecer. Veremos os tipos de violência contra a mulher que ocorrem todos os dias.

Violência física

A violência física pode ser caracterizada como aquele em que há contato físico que cause danos à integridade de uma pessoa. Tapas, socos, chute e qualquer tipo de contato violento se enquadra nesse tipo de violência.

Violência verbal

Muito comum em relacionamentos conturbados, a violência verbal ocorre bem mais do que se imagina.

Xingamentos, coibição, manipulação ou qualquer outra palavra que seja contrária à vontade da mulher, que denigra sua imagem, que coloque sua reputação à prova é uma violência verbal. Cantadas, palavras com conotação sexual ou qualquer tipo de “brincadeira” neste sentido também se encaixam aqui.

Violência moral e psicológica

Assim como a violência verbal pode acontecer em qualquer tipo de ambiente, a moral e psicológica também, porém mais comum no ambiente de trabalho ou nas ruas. Caluniar, difamar ou injuriar a honra da mulher, controlar suas ações, intimidação, ameaça, manipulação ou qualquer outro tipo de tentativa de manipulação podem ser consideradas violência moral e/ou psicológica.

Violência sexual

Qualquer ato, contato físico ou verbal que obrigue a mulher a participar, forçadamente, de relações sexuais pode ser violência sexual. Muitas mulheres apontam que este tipo de violência pode acontecer até mesmo dentro do casamento quando seu companheiro a obriga a fazer sexo sem que ela queira.

Como denunciar

Qualquer tipo de violência deve ser denunciada, e para isso há disponível as Delegacias da Mulher ou então o Disque 180, são canais especializados para atender mulheres que estejam nesta situação. A denuncia é muito importante para que esses números de mulheres vitimas sejam psicologicamente e fisicamente reestabelecidas.

Mesmo com tanta informação e com um dia especifico para comemorar o papel da mulher na sociedade, não é raro relatos de casos de mulheres que sofrem algum tipo de violência, mas cabe a cada um de nós fazer a sua parte e procurar por ajuda. Se não houver a possibilidade de denunciar na delegacia da mulher (pois não são todas as cidades que possuem este local) a denuncia poderá ser feita em qualquer delegacia com a queixa e um boletim de ocorrência.

Portanto, impeça que mais mulheres sejam violentadas, denuncie e dê apoio para quem precisa sair de uma relação em que vem sofrendo constante violência, seja qual for. Neste momento o que a mulher mais precisa é de ajuda e auxilio de parentes e amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *