Casamento

Casar custa caro? Guia completo de planejamento financeiro para o casamento

Casar custa caro? Guia completo de planejamento financeiro para o casamento

Casar é o sonho de qualquer mulher após determinada época de sua vida. No entanto, casar sai caro e por isso é necessário planejamento. Me casei faz pouco tempo, após um planejamento financeiro que durou 12 meses, do qual participou minha Esposa e Eu.

Meu objetivo ao escrever este artigo é mostrar que, com planejamento e tempo, você consegue fazer o casamento de seus sonhos, montar uma casa legal e fazer uma viagem de lua de mel inesquecível. Além disso, este planejamento nos educa e prepara para uma nova fase financeira de nossas vidas. O planejamento financeiro do casamento deve ser baseado em três princípios: sentimento, disciplina e objetivo.

Como ficou comum nos dias de hoje os noivos custearem todo o casamento, como aconteceu no meu, os termos “abrir mão” e “fazer sacrifício” podem entrar para seu vocabulário durante o período de planejamento e organização do casamento.

 

Por onde começar o planejamento financeiro do casamento, como administra-lo e o que é realmente neste período?

A primeira coisa a se fazer é abrir uma conta corrente conjunta, no seu nome e de seu noivo. Isso vai ajudar o controle das finanças do casal e vai impedir que um dos dois entre na tentação de gastar o dinheiro no meio do percurso. Você vai ver que muitas tentações vão aparecer como viagens, aquele carro que você sempre quis a um preço abaixo do mercado, uma liquidação de roupas da sua marca favorita, entre outras coisas mais. Quando for abrir sua conta corrente, procure por um banco que ofereça tarifas diferenciadas e tenha boas opções para investimentos, o que será muito útil neste período. No meu caso, optamos pelo Banco do Brasil.


Neste primeiro momento, também é necessário estabelecer a quantia de dinheiro que Você e seu noivo estão dispostos a poupar todos os meses até o casamento.

O próximo passo, é anotar tudo que você gostaria de fazer em seu casamento, quando deve fazer e cotar o preço de tudo, assim você faz uma estimativa de quanto vai precisar economizar para aquele item e até quando precisa ter o dinheiro em mãos.

DICA #01: Fundos de investimentos de renda fixa à curto prazo, são boas pedidas para fazer o dinheiro que você vai poupar para o casamento render mais. Minha Esposa e Eu conseguimos 5% do total do dinheiro que precisávamos investindo. Mais não se arrisque, pois você pode ter que adiar seu casamento por causa disso.

DICA #02: durante o planejamento do seu casamento, negocie tudo que Você puder, dos preços às quantidades, o resultado é sempre positivo.

 

No final do planejamento, Você vai ter a impressão que administrou uma empresa durante um ano, cujo produto final é a inauguração fabulosa de uma nova fase de sua vida! A sensação é muito boa!

Quando começamos a planejar nosso casamento, minha noiva e eu não tínhamos nada além do nosso carro, de forma que entrou para nossas contas utensílios para o lar.

Click para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir