Estética não cirurgica

Botox: toxina botulínica reduz rugas e linhas de expressão

Botox: toxina botulu00ednica reduz rugas e linhas de expressu00e3o

Todos nós sabemos que à medida que o tempo passa, vamos modificando nosso corpo, e com o maior órgão do corpo humano: a pele, não seria diferente!

Com o passar do tempo, diminuímos a produção de fibras colágenas e elastina, substâncias responsáveis pela elasticidade da pele, e com isso vão ficando mais evidentes as marcas de expressão e as rugas adquiridas ao longo dos anos. A medicina estética vem evoluindo muito e não para de pesquisar. São inúmeros os procedimentos estéticos lançados todos os dias, uma “chuva” de beleza e informação. Mas o carro chefe de todos os procedimentos ainda é o famoso botox.

 

É importante que saibamos diferenciar o preenchimento facial do botox, pois são dois procedimentos estéticos bem diferentes. O primeiro é uma técnica na qual será inserido um volume, uma substância (geralmente ácido hialurônico) para preencher um espaço vazio, uma depressão na face. Já o botox, é feito pela aplicação da toxina botulínica, uma substância (um complexo proteico) produzida pela bactéria Clostridium Botulinum.

 

O botox age bloqueando a acetilcolina, substância responsável pela contração muscular, dessa forma, causa paralisia muscular no local aplicado, relaxando os músculos e a pele atenuando assim as rugas de expressão. Vale salientar que a volta das rugas e marcas de expressão podem ocorrer devido à reinervação dos músculos.

Os efeitos do tratamento começam a ser notados cerca de 48 horas após a aplicação e duram cerca de 6 meses (quando aplicados em face). Algumas pessoas relatam dor leve à aplicação, mas em geral o procedimento é indolor. Naquelas pessoas mais sensíveis o médico pode optar pelo uso de anestésicos tópicos ou gelo, na tentativa de reduzir o incômodo.

Não existe limite de idade para a realização do procedimento. Dentre as contra indicações estão: gravidez, alergia ou outro tipo de reação após exposição prévia, amamentação, portadores de doenças autoimunes, lesões de pele ou inflamação no local de aplicação, doenças neurológicas e uso de alguns antibióticos específicos.

 

O botox é indicado nos casos de: rugas de expressão, hiperidrose axilar (suor excessivo nas axilas), hiperidrose palmar e plantar (sudorese nos pés e mãos) e poros dilatados.

 

Observação: o botox não está indicado para as rugas nasogenianas (“Bigode Chinês”) onde os melhores métodos são os de preenchimento.

As complicações são: dor no local, vermelhidão, edema, reação alérgica, náusea, dor de cabeça. Entre os riscos da aplicação do botox está o exagero da dosagem e do número de aplicações, acarretando um efeito “máscara” no rosto, conferindo um aspecto repuxado e inexpressivo à face, além de também poder causar botulismo (doença causada pela bactéria Clostridium Botulinum). Além disso, se aplicado em região errada pode causar assimetria, deixando uma pálpebra abaixo da pálpebra contralateral (pálpebra caída) entre outras deformações faciais.

 

O valor da aplicação varia da extensão da área a ser aplicada e da clínica onde o procedimento será realizado.

 

Este procedimento só pode se realizado por profissionais médicos capacitados e treinados, e somente em consultório. É importante que o paciente procure um médico dermatologista ou cirurgião plástico experiente para sua realização, caso contrário os resultados podem ser insatisfatórios.

Click para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir