Compartilhar é se importar!

Aprenda a se livrar da celulite

Aprenda a acabar com a celulite em poucas semanas clicando aqui.

Os indesejáveis furinhos perseguem cerca de 90% das mulheres brasileiras. As celulites deixam a pele com um aspecto de casca de laranja, inestético e desagradável aos olhos, o que causa incômodo e leva à maioria das mulheres a procurar uma solução para tal problema.

A causa ainda é desconhecida, mas especula-se que inúmeras situações contribuem para o aparecimento dos furinhos, dentre elas destacam-se: predisposição genética, estresse, obesidade, alterações hormonais, dieta rica em sal, gordura, carboidratos e cafeína, tabagismo, pouca ingestão de água, sedentarismo, uso de anticoncepcionais e doenças vasculares (de vasos sanguíneos).


Antes de iniciar qualquer tratamento, é preciso classificar a celulite de acordo com seu aspecto, sendo:

Grau 1: é aquele caso em que só nota a celulite se a pele for apertada, comprimida ou a musculatura da região afetada for contraída.

Grau 2: percebe-se os furinhos só de passar a mão sobre a pele, não precisando pressioná-la ou contrair a musculatura.

Grau 3: celulite bem visível, observa-se furos ou até pequenos nódulos. É quando a pele apresenta o típico aspecto em casca de laranja.

O mercado da estética oferece inúmeros tratamentos para celulite, o que varia de acordo com o grau dos furinhos, localização, idade do paciente e o principal, o quanto o cliente quer gastar para se ver livre desta vilã. Os tratamentos disponíveis mais conhecidos são:

 

Cremes anti-celulites e suplementos alimentares:

São apenas auxiliares no tratamento das celulites, ou seja, quando usados como única forma de tratamento, pouco auxiliam na redução dos furinhos, dessa forma, os cremes e os suplementos alimentares devem sempre estar associados a outras formas de tratamento, como as massagens e também à prática de atividade física e hábitos alimentares mais saudáveis.

 

Drenagem Linfática Manual:

É uma técnica de massagem manual caracterizada pela drenagem da linfa até os gânglios linfáticos, com o objetivo de acelerar o processo de retirada de líquido acumulado entre as células. É excelente para reduzir inchaços e gordura localizada, além de auxiliar moderadamente no tratamento da celulite.

 

Massagem Modeladora:

Massagem manual direcionada tanto ao sistema linfático quanto às placas de gordura. É excelente para todos os graus de celulite e gordura localizada.

 

Radiofrequência:

Realizada com um aparelho que emite ondas de elevadas freqüências, a técnica é uma das queridinhas dos profissionais da estética quando o assunto é celulite. Devido ao seu alto poder de penetração na pele, o aparelho aumenta a temperatura corporal, aquece e agita as moléculas de água, estimulando assim a produção de colágeno, proteína que confere tônus e firmeza à pele. É uma excelente opção para qualquer grau de celulite associada à flacidez.

 

Manthus:

Aparelho que emite ondas de ultrassom capazes de atingir as várias camadas da pele, especialmente a camada de gordura (camada adiposa); permitindo assim que o excesso de gordura acumulada vá para o tecido linfático, e com o auxílio de massagens manuais a gordura é drenada para os gânglios e eliminada do corpo. É uma técnica não invasiva, não gera hematomas e é totalmente indolor, ótima para quem quer se livrar dos furinhos e daquela gordura localizada mais insistente.

 

Carboxiterapia:

É um procedimento estético, não cirúrgico que consiste basicamente na aplicação subcutânea de gás CO2 (dióxido de carbono), promovendo uma melhora significativa na circulação sanguínea e aumentando a oferta de oxigênio aos tecidos. É uma técnica um pouco dolorosa e que após o procedimento o paciente pode relatar hematomas e aumento de sensibilidade da região. É contra-indicada em casos de gravidez, alergia, acnes na região da aplicação, algumas doenças de pele, entre outros.

Antes de optar por qualquer procedimento, é importante tentar estabelecer as causas da celulite e assim tratá-la s adequadamente, pois nada adianta gastar tempo e dinheiro em procedimentos estéticos se as celulites continuarão aparecendo.

Você sabia que o termo celulite foi usado pela primeira vez em 1920, mas somente em 1960, pela revista Vogue, é que foi publicado um artigo sobre esta vilã.

Aprenda a acabar com a celulite em poucas semanas clicando aqui.

Compartilhar é se importar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *